Windows 8, eu não recomendo.

O Microsoft Metro, nome que a M$ ja assassinou é o novo conceito visual de desktop windows é muito superficial no Windows 8. Se vc reparar, clicando na janela Windows Explorer dentro da interface do metro,vc vai ver que é a mesma coisa que no Windows Vista e 7 (Seven), como a disponibilidade do XP MODE que acompanha o 7.

O Sistema Operacional Windows 8, conta com a disponibilidade de instalação nas versões RT para tablet e arm para smartphones, porem em PC, somente se o seu processador tiver suporte ao IntelVT e AMD-V, caso não, se não, se prepare para as mensagens bem mal educadas como “your computer needs to restart, error code: 0x00000000A

A interface Metro é uma jogada da markenting da Microsoft para definir uma portabilidade do sistema a tablets,telefones e pc, mas na verdade é uma pura desculpa da empresa e funciona como “capa”, ou ” jogada ” para mediar essa integração. Eu cheguei a sentir o cheiro do morto Microsoft Active Desktop (como na figura baixo), quando percebo as aplicações em Full Screen na tela do metro, o que acredito também que vai incomodar muita gente por ai.

A portabilidade a todos os hardwares seja eles PCs, Mac e mobiles ARMs é definido pelo seu kernel (núcleo do sistema operacional), que é o mesmo, de acordo com a Microsoft para todos eles.  Bom, se eles quisessem mesmo, ja tinham lançado o Windows XP e 7 para mobile diretamente com suporte, pois mesmo que vc use o METRO dentro de um tablet, ao utilizar aplicações como WORD e Photoshop, que não tem suporte a nova interface e então vc continua abrindo o velho desktop Windows sem o botão iniciar, o que prejudica ainda mais o usuário a clicar sob suas opções, “com o dedo”. Imagine alguem usando o photoshop, ou qualquer outro software somente com o dedo em um tablet de 7 a 10 polegadas? (OU será que vc vai ter coragem de andar com um tablet da Sony de 40 polegadas no meio da rua?),

A pergunta é bastante objetiva! Vc vai colocar um mouse no tablet e andar na rua com ele? Entendo que o novo desktop, inicialmente passa ser apenas uma capa por isso, algo visual e de entrada apenas para mascarar a velha interface que sempre sera carregada.

A Microsoft, de fato, tentando remodelar a área de trabalho do Windows desde o lançamento do Internet Explorer 4.0 para Windows 95 e Windows NT 4.0 em 1997. Antes era o Active Desktop, que permitiu que os usuários do Desktop Windows vincular o conteúdo HTML para o ambiente de trabalho em fullscreen e como um substituto de desktop papel de parede e outros itens sendo sincronizados automaticamente pela web.  Como ninguem tava nem ai para o Active Desktop a Microsoft lancou outra ferramenta chamada Windows Sidebar que foi aperfeiçõado no Windows 7 com o nome do Windows Sidebar e, em vez adoptou um novo nome – Gadgets Windows Desktop. Toda sua ideia foi copiada do que se encontra em desktops Linux e moldado com que se encotra na Apple também, me adimiro não terem lançado uma especie de cubo para Windows. Como até o seu sistema de arquivos substituindo o Documment and Settings por /Users e outros diretórios como Library (biblioteca), tudo copiado da ideia do Mac, que sempre usou no formato /System, /Library e /Users ao invez de /usr/share e /home.

Outro fator interessante é a possibilidade de escrever todos os apps e seus scripts CSS dentro de C:\Program Files\Applications, como por exemplo, mudar TUDO ou (anota ai), destruir todo o seu Windows 8, apague tudo em C:\Program Files\Applications, lembre-se antes de dar permissão a voce mesmo para fazer isso, ou jogue todos os seus arquivos la para dentro e detone o Windows 8 :)

porque eles nao mudam de vez?

Já o Windows 8 Server inves de trabalhar com o shadow copy deles, q é manual e com as velhas limitações de até 63 copias antigas do arquivo, 10% do volume e recuperação fora do original, vai vir com o ReFS, um novo File System da Microsoft para o Server.

O JeFS nao vai trabalhar como o NTFS que trabalha com um diário de transações para garantir a consistência no disco. e sim com o conceito de Key Value para a tabela no file system. O que eu entendi! inodes? rss

A Microsoft esta apostando no ReFS trabalhando com Storage Spaces, que será portado para o NTFS também.
O SS – Storage Spaces, protege dados contra falhas e danos, seja em parciais ou totais, bom, dizem eles, mantendo cópias em vários discos.Eu ainda prefiro o DRBD para Linux, por ter conclusões mais profundas e abertas. Na figura abaixo mostra o seu funcionamento em produção.

Em caso de falhas de leitura ou escrita, o Storage Spaces lê essas cópia se baseando nessas falhas de gravação, ele mantem e realoca dados de forma transparente. Queria ver esse SS trabalhando com perda total p ver se funciona.

Na boa, nao vi nada de novo, pois a maioria das aplicações nao rodam no metro, somente aquelas que funcionam em fullscreen e são portadas para tablet e sistemas com plataformas ARMs/mobile. Ja aplicativos pára windows, continuam abrindo da mesma forma.

O que vai ter de pessoas odiando o metro, por dificultar acesso ao desktop, ja que todas as compilações, não são homologadas para metro ainda, fora o tamanho do disco necessário. Não sou especialista Windows, mas opiniões tem que ser ditas.

O que eu recomendo?

O Ubuntu sempre com novos recursos! Agora que a Microsoft esta entrando na era de gerenciamento de pacote baseado em cliente e servidor, como a ideia do Windows Store, como ja anos no Debian (em varias distros linux), até mesmo antes da Apple sonhar em fazer isso. Afinal, ja pensou voce comprar um jogo pelo Windows Store e baixar de 2 a 12GB pela internet? Compare o tamanho do pacote libreoffice em formato .deb para o microsoft office, apenas os pacotes principais.

O Ubuntu possui vários recursos como o Ubuntu One que permite ter armazenado seus diretórios da sua máquina Ubuntu em uma núvem oferecida pela Canonical gratuitamente com 5GB e expansível e também para mobiles, Ubuntu One Music Store que permite centralizar um audio streaming diretamente do seu Ubuntu e portavel a iphones e Androids, Ubuntu TV que chegou para competir com a Apple TV e Google TV e o atual Ubuntu for Android, que permite a interação do Ubuntu com toda sua estrutura armazenada no seu Android, e até receber ligações. E todas as outras coisas que o Linux ja pode te oferecer a anos que a Microsoft esta oferecendo somente hoje, desde as inovações de virtualizações e modos como o uso 3D no ambiente desktop, gerenciamento centralizado, facilidades e redundâncias para o sistema de arquivos e até  integração com sistemas mobile.