quota

Administrando quotas de usuários e grupos no UNIX e Linux.

O sistema de quotas quando aplicado no sistema operacional, permite limitar a utilização do espaço em disco do usuário, tanto para inodes (numero de arquivos), quanto para tamanho ocupado (em MB).

O sistema de quota permite gerenciar o espaço avaliado em armazenamento que foi ocupado pelo usuário, sendo em grupo também. Tanto distribuições Linux e variantes do UNIX, como AIX, HP-UX, Solaris, Irix e BSD, suportam quotas, quando aplicada em pontos de montagens. Vale lembrar que quota no mundo UNIX não é aplicado especificamente em diretórios, mas em um sistema de arquivos, que correspondente um mount point especificado em seu /etc/fstab (linux,bsd,irix), /etc/vfstab (solaris), /etc/filesystem (aix) e /etc/fstab, /etc/checklist (HP-UX). As quotas também permitem limitar o numero de arquivos e diretórios que são criados pelo usuário, ocupando sua reserva de inode separada para o fs. Praticamente quase todos os sistemas de arquivos no mundo UNIX, suportam a utilização de quotas, como o ext3, ext4, XFS, JFS2, UFS e ZFS. Sendo que o XFS é necessário utilizar o xfs_quota para habilitar o seu gerenciamento, utiliza-se também as opções bsoft para valor de quota e bhard para valor máximo e limite. É muito importante que vc aplique quota nos diretórios de usuário, como o /export/home e /home.

AS quotas no UNIX e Linux trabalham com 2 valores, o soft e o hard, sendo o soft que define o valor real da quota e o hard o tamanho limite que o dado pode chegar, como uma espécie de tamanho final, o que pode corromper muitos arquivos por ai. Sendo que quando vc excede o valor de soft(quota), o usuário entra em um período de GRACE, para remover os arquivos abaixo do tamanho indicado por soft. De hard (quota), ele não passa.

No Solaris, voce pode também ativar as quotas em sistemas UFS com o comando mount -o remount,quota /export/home, lembrando de se certificar antes como esta configurado o seu /etc/vfstab e criar o arquivo de db para quotas com o comando:

#touch /export/home/quotas

Delegar a permissão devida com
#chown root:root /export/home/quotas
#chmod 0600 /export/home/quotas.

Para criar suas quotas, apenas digite edquota username (como também é no Linux) e então ative as quotas no seu filesystems.
#quotaon -v /export/home (este comando joga uma saida para o console como /export/home: quotas turned on.

Para verificar as quotas pelo usuário ou pelo root vc pode executar o comando quota -v username ou extrair um relatório completo de utilização de todos os usuários com o comando repquota /export/home, essa informação é extraida da base de quota.

O ZFS, no Solaris (poder), possui o seu gerenciamento de quotas no Solaris 10/11 pelo proprio utilitário de gerencia do zfs, o zfs cli. No zfs, vc pode usar o zfs set para definir valores e o zfs get para obter valores. Vamos imaginar uma aplicação de quota no filesystem em ZFS fs/home/aprigio, eu poderia verificar o mesmo com o comando zfs list, e então aplicar com o comando zfs set quota=20GB fs/home/aprigio e verificar a sua aplicação com o comando zfs get quota fs/home/aprigio. Lembrando que no solaris existem a quota e reservation, como refquota e refreservation. Vc pode verificar o uso das quotas com o comando zfs userspace. Voce tambem pode utilizar quota para usuario e grupos por zfs userquota e zfs groupquota. O legal, é que vc pode se logar como o usuário e com o comando dd ou mkfile, criar um arquivo maior que as quotas.

No AIX, o gerenciamento de quota é realizado por chfs com os atributos de /etc/filesystems, vc pode executar o comando chfs -a “quota = userquota” /home, para habilitar para usuario ou chfs -a “quota = userquota,groupquota” /home, para habilitar para grupos de usuários do AIX. Vale lembrar que a opção “quota  = userquota,groupquota“,  de quotas são necessárias no /etc/filesystems para o FS que será ativado. Nunca devemos aplicar quotas para o diretório /tmp, isso no UNIX como no Linux, mas op tmp deve ser separado para um VG, LV específico.

Existe a opção de criação no AIX dos arquivos quota.user e quota.group, para receber escritas habilitadas e informação de quotas de usuário e grupos, que sao armazenados no diretorio que somente o root pode escrever,neste caso faz necessário de adicionar no /etc/filesystem os atributos userquota  = /home/myquota.user e groupquota = /home/myquota.group mantendo o atributo quota, também e executar o comando:

chfs -a “userquota = /home/quota.user” -a “groupquota = /home/quota.group” /home.

habilitar o gerenciamento de quota, digite:
/usr/sbin/quotacheck -a, que vai procurar os arquivos de db criados para quota e atributos especificados em filesystems
/usr/sbin/quotaon -a
para ativar no seu fs, ou se certifique do seu $PATH em /etc/profile ou ~/.profile.

No HP-UX, o gerenciamento de quotas no VxFS (veritas filesystem), é praticamente o mesmo, mas somente na versão 4 do vxfs que ele suporte arquivos largos ea utilização de quotas. O interessante para extrair um relatório de quotas, vc pode utilizar tanto o repquota como o quot, como quot /home

Habilitar quota em UNIX é muito mais tranquilo do que no Linux, porem em distribuições Linux para habilitar quotas basta colocar em /etc/fstab, os atributos de mount, usrquota (quotas nivel de usuário) e/ou grpquota (quotas nivel de grupo), lembrando que ao executar o comando quotacheck -avug (-a para criação da base completa e com leiturados pontos de montagens em /etc/fstab que receberão ativação de quota, -v verbose, -u leitura da base de usuarios, -g para leitura de base para grupos e -c para a criação dos arquivos de quota), será criado automaticamente (isso na versão quota 2 no kernel) os arquivos de database de quota para a partição justificada.)

No Linux vc ainda pode usar o utilitário setquota com o seguinte comando: setquota -u para usuário, -g para grupo, valor soft, valor hard, valor soft para MB, valor hard para dados.

Deixe seus usuários bem nervosos, rsss.

Powered by Moblie Video for WordPress + Daniel Watrous