Microsoft Linux, será mesmo?

Estava eu no escritorio e então leio as postagens no facebook, twitter, irc e observando a pergunta de ex-alunos sobre a nova “distribuição Linux da Microsoft” o chamado o Azure Cloud Switch OS. Então começaram as perguntas, “quando vai lançar?”, “vem com qual DE?” (pause.. DE?), “da para instalar STEAM?”, “vai ser baseado no Ubuntu?” e alguns que ja deixaram claro que vai trocar a sua linda distribuição pelo Microsoft Linux.

um minuto silencio.. preciso beber agua e respirar..

continuando …

Em agosto desse ano, na conferencia SIGCOMM, que abrange grupos especializados em rede de computadores a Microsoft apresentou o Azure Cloud Switch (ACS) que é nada mais que um [ sistema ] interno do Azure (sua plataforma de autenticação e nuvem), para gerenciar através de sua API os conectores de rede tais como switches virtuais que estão conectados no seu [ datacenter ] virtual, facilitando a integração com sistemas abertos, o grande foco. Assim como o Azure ja suporta tecnologias abertas e vários distribuições Linux, para quem não sabe ele ja suporta o Ubuntu, CentOS (e RHEL, e OEL que é o Oracle Linux), CoreOS e consequentemente o OpenSuSE.

O Azure virtual Networks possui diversas API’s integradas e suporte a varios protocolos. Tem suporte a abstração total na VM quando se trata de ISP/MPLS/QoS, Secure Tunnel, e ate mesmo aderindo ao Green Computer. As comunicações são realizadas por VNets assim como várias outras tecnologias de virtualização, onde dar-se por uma appliance proprietária que gerencia seus recursos , controles e o switch (host). A API de comunicação com o Azure trabalha com o gateway de comunicação interno ao VIP Manager (qualquer um deles), Service Manager (onde vc gerencia os seus serviços de Cloud, VMs e outros recursos de nuvens), VNET (como ja falei, onde vc tem os adaptadores e gateways internos) e todas as interfaces de gerenciamento para rotes, QoS e uso de ACLs. Mas quando eu falo API, eu falo de um conector que recebe mais de 10 milhões de requisições por dia.

ooohhhhhh que legal.

O Azure hoje possui 60 trilhoes de objetos de armazenamento, 5 milhoes de solicitações por segundo, 1 de 4 maquinas VM do Aure são máquinas Linux e mais de 1,400,000 bancos SQL criados no azure. voce sabia disso?  Noooosssssaaaaaa, que leeeegalllllll.

Sim, eu concordo.. Foi a melhor coisa que a Microsoft ja fez na vida depois do Flight Simulator.. Bom, eu sou um cara de UNIX e estou tirando o chapel.. Mas deixa eu parar de falar antes que eu perca o meu GNU/FSF member.

O Azure hoje possui cerca de 40G de NICs disponiveis para uso (valor que vai cada dia aumentando) e para isso é necessário se integrar com o mercado, utilizando de tecnologia aberta para “facilitar” o seu uso e integrações com diversas tecnologias. Para isso a Microsoft usará como solução o Azure Cloud Switch OS, que nada mais é que um [ sistema ], assim como vários micro-sistemas disponíveis no mercado, como o próprio Ubuntu-Core, a nova jogada da Canonical para esses ambientes (de novo MICRO, DE N-O-V-O M-I-C-R-O, REPETE ISSO 200 VEZES). Este sistema é baseado em Linux operando como micro-kernel que vai gerenciar todas estas comunicações de rede (internamente e tambem com finalidade de testes), com foco nos recursos de switch-virtual. Na verdade a ideia da Microsoft é simplificar os recursos de conectores de rede INTERNAMENTE (de novo INTERNAMENTE) nas suas soluções afim de resolver problemas com falhas de latência em aplicativos que exigem de 99,995% de disponibilidade. Portanto, não é uma distribuição Linux.

Então preste atenção: se vc esta esperando uma distribuição Linux para baixar, usar e ficar o dia todo postando sobre, pode tirar a thread do make, porque não vai existir isso rsrs. Reforçando o que foi dito na SIGCOMM sobre o uso na sua plataforma interna do Azure, que diz: “O ACS não será para desktops e servidores, nem hoje e nem em um futuro próximo e nem para o consumidor e apenas é um sistema interno desenvolvido pela Microsoft como uma ferramenta interna para testes e depurar seus produtos com maior velocidade”

Este anuncio não é novidade somente porque a Kamala publicou no Azure Blog em http://azure.microsoft.com/en-us/blog/microsoft-showcases-the-azure-cloud-switch-acs/ mas isso ja é debatido internamente e esta em desenvolvimento a tempos.

É apenas para integração de suas soluções de virtualização e nuvem. Assim como a microsoft ja tem feito a annnnoooooosssss investindo no Linux, como nos contratos com a Red Hat e Novell a anos atras para sua plataforma e suporte de virtualização e até mesmo com anos de CONTRIBUIÇÃO no kernel linux, afim de disparar o suporte ao Microsoft HyperV e seus conjuntos de drivers disponíveis e oferecidos abertamente em GNU General Public License e que você pode encontrar no seu kernel source em ../drivers/hv, ../drivers/scsi (como o source storvsc_drv.c), ../drivers/net/hyperv e seus recursos em ../include/linux/hyperv.h

Escrevi uma materia sobre isso http://www.aprigiosimoes.com.br/2013/06/02/microsoft-e-o-kernel-linux/

A Microsoft na verdade a anos vem investindo em soluções opensource em sua divisão conhecida por CODEPLEX que existe desde 2006 ( de novo, desde 2006 ) e que é na verdade, assim como o sourgeforge um verdadeiro Hosting for Open Source Software. Tem muita coisa la e eu mesmo ja usei diversas coisas em soluções. A Microsoft investiu bastante no Singularity que era praticamente um sistema operacional livre da empresa e que virou base para muitas coisas internamente.. Alguém ja viu o Core Services do Windows Server e o PowerShell (da versão 2. para cima?)

Ahhh mas a Microsoft lançou o MSLinux em 2000!!! la la la la la Será mesmo??

Em 1999 o Mike Wallis parodiou o antigo design do site da Microsoft nas redes da antiga irc.att.net, divulgando em 1 de abril de 2000 uma brincadeira do investimento da Microsoft em CUBA e tambem para “zoar”na epoca com a empresa, lançando a ideia do MSLINUX que foi registrado pelo site GoDaddy com o fqdn MSLINUX.ORG.

Ele foi muito criticado no seu forum e no canal #oldschool da att, por ter criado o site como alguns da microsoft, que por la estiveram. Ele chegou a dizer “o direito de parodiar é um direito de lutar contra um império”. Ele também disse na epoca em comprar os domínios msunix.org e msunix.net.

Alguns EX-Microsofts adoraram a ideia do rapaz que na epoca la nos canais da att.net riam de tudo isso..

E não é que muita gente acreditou??

Sobre essa “nova Microsoft” eu escrevi a minha opinião aqui: http://www.aprigiosimoes.com.br/2015/09/21/nova-microsoft-nao-novo-linux/

[  ],
Aprigio
@aprigiosimoes

Powered by Moblie Video for WordPress + Daniel Watrous