Nova Microsoft? sei …. Ingenuindows


Ultimamente nas redes sociais, um assunto me chama bastante bastante atenção. Existe um tal movimento chamado “nova Microsoft”. Realmente, chego a terrível conclusão: “eles saem do WIndows, mas o Windows não sai deles”. É muito amor!

A “nova” Microsoft realmente é isso tudo ai? Será mesmo? oooooooohhhh que legalllllll. Será mesmo?

A muito muito tempo em uma galaxia distante, especificamente em 2001, Bill Gates o CEO da Microsoft lançou um memorando interno que dizia: “Linux era o seu mais novo potente concorrente e ao lado dele o fenômeno opensource e freesoftware”. Ele disse que a facilidade em aprender e modificar era atraente no sistema.

Em 2008 o Linux representava apenas 1% da cota do mercado de desktop, enquanto a microsoft ocupava 90% e naquela epoca o sistema ainda não era visto como substito para o Windows. Em 2009 o atual CEO da Microsoft, Steve Ballmer indicou que o Linux tinha uma fatia de mercado maior que o Mac (da Apple) e afirmou que o Linux ganhava o espaço e crescia, dizendo “que aumentou um pouco..”.  Lembrando que era uma época em que a Dell vendia netbooks com Linux pré-instalado.

Nesta época alguns pontos marcaram bastante para o Linux como a ELCOT (Eletronics Corporation of Tamil Nadu) que decidiu recomendar o Linux em 2008, utilizando massivamente a distribuição SuSE Linux e o Ubuntu em seus computadores com mais de 2 mil maquinas operando naquele ano, elevando o numero muito mais que o da propria MIcrosoft.

Nesta epoca tambem na China onde a pirataria rola solta, muitas empresas trocavam seus windows 0800 por distribuições Linux e adotaram o sistema como base. O TechRepublic uma vez disse em 2008 o seguinte: ” Porque alguem iria escolher o Windows em relação ao Linux, pois a Microsoft esta na teoria, mantendo o publico cego para o Linux “.

E o site oficial da Microsoft na epoca para atacar o Linux? Lembram? Era uma espécie de Windows vs Linux que ficou conhecido como “Get the Facts” (Obtenha os Fatos). Que pontuavam cada vantagem do Windows sobre o Linux. Mas isso tudo em um momento muito distante.

mas as coisas mudam..

Em 2003/2004 ocorreu o famoso caso da SCO vs o Linux. A SCO acusou a IBM de violar o seu copyright sobre o UNIX e transferir o código do UNIX para o Linux. Eles reivindicaram a propriedade dos direitos autorais sobre o UNIX querendo licenciar o Linux e abriram um processo contra a IBM (tambem por causa do AIX). A  Novell entrou com um processo contra a SCO, alegando tambem possuir direito autorais sobre o UNIX (a Red Hat também entrou no processo). Bom, essa historia é bem grande e foi muito boa na epoca… enfim a SCO pediu falencia e foi-se o Unixware e o SCOUNIX.

Falando sobre a fantastica IBM, vale lembrar que a IBM investiu $ 1 bilhão no Linux em 2013. A IBM sim, empresa que eu tiro o chapel.

Em 2006 a Microsoft e a Novell anunciaram um acordo de cooperação e interoperabilidade no que se diz respeito a patentes e ao mesmo tempo nos suportes a sua plataforma para sua tecnologia de virtualização. A Microsoft investiu 100 milhoes de dolares com a parceria. O acordo cobria a revenda de vouchers para consumidores que pretendem rodar o SuSE Linux juntamente com o WIndows em máquinas virtuais do antigo Virtual Machine Manager (VMM) e futuramente o hyperV, lançado em 2008. Alguns falaram que a Novell havia vendido a alma para a MIcrosoft.. rsrsrs

Em 2009 a Microsoft fechou um acordo com a Red Hat para ampliar a interoperatibilidade em virtualização, dando suporte para o Red Hat Enterprise Linux. Nisso a MIcrosoft aumentou mais ainda o seu espaço de abrangencia ao mercado de hypervisors. Submeteu também mais de 22.000 mil linhas no kernel Linux para suporte ao seu virtualizador HyperV, sob GPL e que voce pode encontrar em ../drivers/hv, ../drivers/scsi, ../drivers/net/hyperv e seus recursos em ../include/linux/hyperv.h.

A Microsoft de Ballmer em 2010 disse que se empenhava em não ser um inimigo público do opensource e suas soluções. Ela contribuiu ativamente com o opensource , fazendo o possível para a integração com soluções Linux e disse “nós amamos opensource”, frase de Jean Paoli (co-criador da especificação XML) em uma entrevista ao Network World, alegando que estavam trabalhando sem parar nele. Ele reconheceu o erro da empresa de não ter se aproximado do LInux mais cedo (lembrando que o Steve Ballmer em 2001 disse que o Linux era um cancer e que ameaçava a propriedade intelectual da microsoft).

Esse amor deles acabou sendo meio estranho, porque em 2007 a MIcrosoft também disse que o Linux e outras soluções violavam 235 patentes da Microsoft. Violando? Pause …. faz me rir..

Vale lembrar que ela tem desde o momento expandindo suas soluções no CodePlex, para se aproximar cada vez mais do opensource, abrindo suas soluções de desenvolvimento e cogitando até mesmo o proprio Windows. Sim, um Windows aberto! (nem que seja parcial). Para quem não conhece o CodePlex, segue o site https://www.codeplex.com/. Vocês lembram da frase do Bill Gates no filme “Piratas do Vale do Silício?”  Ele disse: Mantenha seus amigos por perto e seus inimigos mais perto ainda. (vai, foi só para descontrair).

Mas não para por ai não, em 2004 a 2008 a Microsoft expandiu o seu serviço de interoerabilidade com o UNIX, que permite fazer o WIndows desde a versão 2000 conversar com sistemas padrão *nix, POSIX, como o entendimento de UID e GID pelo Windows, não se limitando apenas as suas SIDs e a possibilidade do administrador gerar shell scripts, rodar um bom interpretador, suporte a links e principalmente nos recursos de compartilhamento com o mapa do NFS e autenticações NIS/NIS+. O MSFU 3.5 foi a ultima versão até a Microsoft adicionar no proprio núcleo do sistema essa compatibilidade, onde o administrador consegue instalar estes componentes como recursos adicionais do WIndows. Curioso não?

Suas soluções de virtualização suportam várias distribuições Linux desde o lançamento do Virtual Server e logo em seguida pelo HyperV. Hoje, o Azure seguiu esse modelo. No antigo Virtual PC era engraçado, ele era a solução da Microsoft de virtualização do tipo 2, ou seja, dependia do sistema host para virtualizar assim como o Virtualbox e tinha suporte desde o Windows 2.0 ao OS/2, e sua lista de suporte fechava com o seguinte: ” outros sistemas “.

Em um dos grandes argumentos do assunto “Nova Microsoft” é que o Azure passou a suportar o Ubuntu e algumas outras distribuições Linux. Eu acredito que quem diz isso nunca mexeu com o Azure ou talvez não conhecia essa investida da empresa nas suas soluções de nuvem. A Microsoft ja suporta a muito tempo no Azure várias distribuições Linux. O Azure tem suporte de imagem para várias distribuições Linux e a Microsoft recomenda o uso do Ubuntu, CentOS, OEL (Oracle Enteprise Linux), SELS (SuSE Enterprise Linux), OpenSuSE e CoreOS. No caso especificamente do Ubuntu (como muito se divulga), a parceria de uso da distribuição no Azure aconteceu no ano de 2012 e muito divulgada nos blogs. Essa informação você pode acompanhar no antigo site de suporte Microsoft https://support.microsoft.com/en-us/kb/2941892

Vale lembrar que no evento SIGCOMM a própria Microsoft disse que de 4 máquinas no Azure, uma delas é Linux.

E tem mais…muito mais..

Mas o que podemos entender disso tudo? Sim amigo, nao preciso nem dizer né? Quanto maior o suporte, maior o lucro. Uma medida real, mas não de uma empresa realmente comprometida com o opensource.

Mas e a Microsoft hoje de Satya Nadella? Depois do erro do Windows 8 ele realmente resolveu o problema, lançando outro lix.. outro sistema operacional mais atual e com a volta do menu iniciar. O que muitos reclamaram, não foi? Mas e o comprometimento dele com o Linux? SE ENGANA quem acha isso, basta ler um pouco da historia que eu coloquei ai em cima e procurar outras informações para saber que ele deu continuidade a vários projetos da empresa, sendo que o Steve Ballmer e sua equipe em 2008 a 2012, foram muito mais ativos com o Linux e o opensource do que hoje, mesmo com amores e brigas. Ao contrario, a Microsoft hoje nunca esteve tão fechada, querendo fornecer sistemas impedindo o espaço de outros sistemas e como entrar em uma massiva competição corporativa contra outras plataformas no seu mercado de virtualização e nuvem, seja desde console de video games a soluções de alta disponibilidade. O hyperV é concorrente do KVM, do RHVT, do XenServer (que usa o CentOS como sistema host), do VMWare ESX (que foi baseado em Linux) e o seu Azure é concorrente do AWS/ECS e até mesmo do OpenStack, sem falar de outras soluções que merecem muito mais crédito com o seu comprometimento ao opensource. Porque você acha que adicionaram suporte ao kernel Linux para o hyperV? Não é só porque apareceu uma noticia de que eles usariam um sistema para gerenciar testes em conectores de switch virtuais, afim de resolver problemas com falhas de latência em aplicativos que exigem de 99,995% de disponibilidade, que a Microsoft se entregou de vez ao Linux (não existe isso!). Aquilo lá não é uma distribuição Linux e apenas um sistema baseado em Linux (como voce pode ter na sua televisao), para ser utilizado internamente pela sua aplicação principal de autenticação e nuvem. Lembrando as palavras da propria Microsoft: “O ACS não será para desktops e servidores, nem hoje e nem em um futuro próximo e nem para o consumidor e apenas é um sistema interno desenvolvido pela Microsoft como uma ferramenta interna para testes e depurar seus produtos com maior velocidade”.

 

Xenix

o UNIX da Microsoft por um período pequeno. A única coisa que a Microsoft fez por valer, como a parceria aos japoneses com o MSX (ai sim heim).

A Microsoft em 1986 apresentou o Xenix (já com versões na década de 70), um UNIX totalmente utilizado pela Microsoft e que foi comprado anos depois pela SCO. O Xenix da Microsoft era um sistema feito para executar em PDP-11, apos um port para 16 bits e então depois de algum tempo e somente na decada de 80 a SCO portou o seu código para rodar em 8086, ficando uma belezura em um 286, isso aconteceu especificamente em 83 sendo que a Microsoft vendeu o sistema para a SCO no final de 87. O Xenix da Microsoft na epoca também rodava em plataformas Sun e os antigos e lindos VAX (meu irmão que o diga, vou disponibilizar os disquetes para download aqui, deixa eu achar).

O Xenix tinha algumas coisas bem interessantes como um core excelente e menor para o que temos hoje em dia e era bem engraçado quando o terminal enviava o seguinte “REBOOT XENIX (DON’T SYNC!)”. Todos os scripts eram executados pelo /etc/rc e possuia o script /etc/shutdown, que permitia o administrador encerrar o sistema operacional. Por exemplo, para desligar o sistema em 8 minutos, executava o /etc/shutdown 8 ou o comando shutdown 8 (bom, o comando shutdown voce ja conhece). Voce podia escolher de 0 a 15. Era possivel tambem desligar o Xenix pelo script /etc/haltsys ou pelo modo Charlies Browson com o comando kill -1 1, acredite.
Voce tambem podia usar o script shutdown para entrar no single user com: /etc/shutdown su e era bom voce exagerar no comando sync, para não perder seus discos ou dados. O comando mkuser dele (para criar usuários) não tem nada haver com o mkuser do AIX, pelo modelo ODM, mas era um script bem interessante e que nos lembra muito bem o adduser+chfn. E lembra do seu skel em /etc/skel? No Xenix era em /usr/lib/mkuser/mkuser.prof. Onde geralmente era copiado o “TERM= ‘tset – -r’, exportando o mesmo para a sessão do usuário.

E um pequeno detalhe, o Xenix, NÃO tinha NADA haver com MSDOS. Um andava para a esquerda e o outro para a direita e nem se cruzavam pelo caminho.

Essa sim era uma época boa, isso sim..

Hoje o Linux esta em 95% de supercomputadores e o  Windows nem em 1%?  Alem do mais, LInux é o sistema mais suportado por virtualizadores e o programa mais documentado na face da terra. Você pode estar andando pela rua, esbarrar em um papel e ser uma documentação de Linux. É o poder! Linux esta em consoles, computadores, geladeiras, televisores, cafeteiras e até mesmo em batata (http://br-linux.org/wparchive/2009/bbspot-hackers-instalam-linux-em-uma-batata.php)

 

Mudando totalmente de assunto
E sobre o tal mslinux (Microsoft Linux)?

Eu ja comentei sobre isso, mas vamos falar um pouco mais? Voce ja viu o site www.mslinux.org? Na época eu acompanhei isso, mas vamos lembrar disso hoje, ele Diz:

” With Microsoft Linux Enterprise Edition, you can create scalable multi-tier applications using our new Graphical User Interface command-Line Technology (GUILT)? “

“MS Linux is released under the provisions of the Gates Private License, which means you can freely use this Software on a single machine without warranty after having paid the purchase price and annual renewal fees.”

e na parte azul do site onde esta escrito “What others are saying”, leia o que diz la (rsrs).

Como informei, nos servidores da att.net no canal #oldschool e #mslinux um cara chamado Mike Wallis registrou o site mslinux.org em 2 de abril de 1999 com o intuito de apenas parodiar o antigo design da Microsoft e do sucesso do Lindows e ataques da M$ ao Linux. Ele foi criticado por alguns da M$ tal que a PROPRIA entrou em uma guerra com ele por causa do direito autoral, isso esta documentado em http://www.mslinux.org/support.html onde ele teve apoio de várias pessoas que queriam fornecer espelhos para que ele não desista e até mesmo apoio de ex-funcionários da M$. Em alguns foruns de fora, notei que pessoas mais novas em tecnologia estavam acreditando nisso e começaram a aumentar o nível da informação, se multiplicando é claro. Ele registrou o site no dia 2, indo ao ar um pouco atrasado do primeiro dia abril.

Segue a informação de registro do site.
[Querying whois.pir.org]
[whois.pir.org]
Domain Name:MSLINUX.ORG
Domain ID: D4921826-LROR
Creation Date: 1999-04-02T05:00:00Z
Sponsoring Registrar:GoDaddy.com, LLC (R91-LROR)
Sponsoring Registrar IANA ID: 146
Registrant ID:CR30490038
Registrant Name:Mike Wallis

Resumindo tudo isso ai em cima: Microsoft continua sendo Micro$oft e o Linux continua sendo o Linux, para mais. [ Não caiam em qualquer informação ], pois o mais importante não é uma guerra de sistemas operacionais e seus usuários, cada um tem o seu melhor a oferecer. Mas pense que o Linux hoje chegou aonde chegou, graças a vocês, usuários e administradores. Vcs estão de parabens.

Linus, voce venceu!

[  ],
Aprigio
@aprigiosimoes

Powered by Moblie Video for WordPress + Daniel Watrous